LOGO02-MINI

91 - 98413-1765

Para informações e consulta de pedidos

NOTÍCIAS

Prêmio de Qualidade dos Cartórios ganha reconhecimento da Corregedoria Nacional de Justiça

13a edição do Prêmio promovido pela Associação dos Notários e registradores do Brasil (Anoreg/Br) contou com a presença do órgão, e atingiu recorde no número de inscritos e de premiados de 19 estados brasileiros

No intuito de incentivar e premiar as boas práticas dentro dos serviços extrajudiciais, a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR) promove desde 2005, o Prêmio de Qualidade Total Anoreg/BR (PQTA). Em seus 13 anos de história, a premiação consolidou a ideia de que um atendimento de qualidade e uma gestão eficiente são essenciais não apenas para melhoria do ambiente de trabalho de notários e registradores, mas também, como forma de aumentar a satisfação dos usuários e gerar bons frutos para o setor.

A 13ª edição do Prêmio – entregue em novembro de 2017 – atingiu o recorde no número de inscritos e premiados: foram 130 cartórios de 19 Estados diferentes; o que representa um aumento de 23% se comparado com a premiação de 2016. No comparativo entre as últimas seis edições, os números são ainda mais gratificantes: de 2012 a 2017 houve um crescimento de mais de 200% no número de inscritos e premiados: de 43 para 130 cartórios.

“O Prêmio Qualidade Total Anoreg foi instituído em 2005; e tivemos a feliz surpresa de termos nessa última edição um recorde no número de inscritos. Esse número é a prova de que notários e registradores estão empenhados em aprimorar o atendimento que é oferecido nas serventias por meio de uma gestão estratégica e que gere retornos não apenas à população, mas também para a imagem de todo o segmento”, afirma o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Brasil, Claudio Marçal Freire.

“Os cartórios que se inscreveram no PQTA são visionários. Essas pessoas estão abrindo caminho para uma seara importantíssima, que é a de demonstrar que notários e registradores têm capacidade de gerenciar os serviços extrajudiciais de maneira que eles se tornem eficientes também do ponto de vista do usuário. Desta forma, o Prêmio Qualidade Total Anoreg/BR é fundamental para o fortalecimento da classe e, também, para mudar a imagem que a sociedade tem dos nossos serviços”, também comenta a diretora de qualidade da Anoreg/BR e coordenadora do PQTA 2017, Maria Aparecida Bianchin Pacheco.

“O Prêmio Qualidade Total Anoreg/BR é fundamental para o fortalecimento da classe e, também, para mudar a imagem que a sociedade tem dos nossos serviços”
Maria Aparecida Bianchin Pacheco, coordenadora do PQTA 2017
“Este Prêmio vem bem a calhar com uma das metas que o CNJ implantou, que é da qualidade do serviço prestado, da qualidade das instalações, do bom gerenciamento, um bom sistema informatizado, treinamento dos colaboradores”
Márcio Evangelista Ferreira da Silva, juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça

CORREGEDORIA NACIONAL

Além do sucesso no número de inscritos, a 13ª edição do PQTA também teve como reafirmação da importância do Prêmio, a primeira participação ostensiva da Corregedoria Nacional de Justiça, representada pelo juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça, Márcio Evangelista Ferreira da Silva.

“Quando recebi o convite para participar do evento, fiquei extremamente honrado porque esta é uma premiação inovadora. Fomentar que as partes melhorem o seu serviço e venham aqui demonstrar suas boas práticas, para que elas se disseminem, é extremamente importante. Foi uma grata satisfação ver que há um empenho da Anoreg/BR, e de todas as associações, de que o serviço seja prestado de forma excelente. Ou seja, cada vez mais se capacitando. Cada vez mais se modernizando. E com auditoria independente, mostrando que o serviço está sendo bem prestado”, afirma Márcio Evangelista.

Ao longo do último ano, a Corregedoria Nacional de Justiça realizou uma série de visitas para avaliar a qualidade dos serviços prestados dentro das serventias extrajudiciais. Ao todo, foram visitados cartórios de 13 Estados. Segundo Evangelista, durante essas visitas, foram encontradas ótimas práticas com muito avanço tecnológico e melhoria no atendimento  ao público; mas, também, situações muito precárias e que demonstram uma necessidade de se avançar mais no serviço – um processo que, segundo ele, pode ser incentivado pela premiação.

“Tivemos a feliz surpresa de termos nessa última edição um recorde no número de inscritos. Esse número é a prova de que notários e registradores estão empenhados em aprimorar o atendimento que é oferecido por meio de uma gestão estratégica”
Claudio Marçal Freire, presidente da Anoreg/BR

“A iniciativa da Anoreg/BR com relação à criação do Prêmio é de extrema valia, porque as Corregedorias Estaduais e a Corregedoria Nacional deveriam desempenhar um papel relacionado à políticas públicas – propondo inovações, alterações de serviços e não de inspeções e correições da qualidade das instalações e dos sistemas”, explica o magistrado. “Este Prêmio vem bem a calhar com uma das metas que o CNJ implantou, que é da qualidade do serviço prestado, da qualidade das instalações, do bom gerenciamento, um bom sistema informatizado, treinamento dos colaboradores, etc. E pode incentivar notários e registradores com relação a essa melhoria na prestação de serviços. Porque aquele notário/ registrador vendo que um colega está ganhando um prêmio por uma boa prática, pode ser incentivado a se empenhar mais e desenvolver melhores práticas no serviço dele. E não precisa ter uma rentabilidade alta para prestar um bom serviço”, explica Evangelista.

Ainda segundo o magistrado “o PQTA foi ao encontro desta ideia: de mostrar boas práticas e bons serviços, para que essas iniciativas  se difundam dentro da classe e todos os cartórios tenham um bom serviço. Porque a população confia no serviço prestado dentro das serventias extrajudiciais, mas, o mau atendimento pode fazer com que ele seja taxado de péssimo, burocrático e desnecessário. Agora, se é um bom serviço, com tecnologia, bom atendimento e custo razoável; cada vez mais, a população vai confiar. Vai acreditar que ele ajuda na desburocratização e na desjudicialização”, completou.

CREDIBILIDADE INTERNACIONAL

Considerado referência na avaliação dos serviços realizados dentro das serventias extrajudiciais, o Prêmio de Qualidade Total da Anoreg/ BR possui nove critérios de avaliação: Estratégia, Gestão Operacional, Gestão de Pessoas, Instalações, Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho, Gestão Socioambiental, Gestão da Informatização e Controle de Dados, Gestão da Inovação e Compliance.

“Foi uma grata satisfação ver que há um empenho da Anoreg/BR, e de todas as associações, de que o serviço seja prestado de forma excelente”
Márcio Evangelista Ferreira da Silva, juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça
“O PQTA representa o reconhecimento de um trabalho de toda a equipe do cartório, tudo aquilo que cada colaborador lutou durante todo ano, todo compromisso que nós temos com os nossos clientes e com a sociedade da cidade que estamos inseridos”
Nancy Malta, titular do Tabelionato de Protestos de Títulos de Contagem (MG)

Cada critério gera uma pontuação que totaliza a premiação nas categorias: Bronze, Prata, Ouro e Diamante. Após a avaliação, a Anoreg/ BR envia um ofício às Corregedorias Estaduais e aos Tribunais de Justiça informando os cartórios que foram premiados, Para reconhecimento das ações dos titulares e suas equipes.

Para garantir a integridade nas notas, a auditoria do prêmio é sempre realizada por empresas especializadas com referência no mercado mundial. Pelo sétimo ano consecutivo, a APCER Brasil, empresa do Grupo APCER (Associação Portuguesa de Certificação), organismo do setor de certificação europeu, realizou a auditoria dos prêmios. A empresa possui grande rede de auditores distribuídos pelo território nacional e expertise na avaliação, consultoria e auditoria para cartórios de notas e de registros, possibilitando que unidades de diferentes tamanhos e especialidades sejam avaliadas de acordo com suas características individualizadas, uma vez que o processo de auditoria leva em consideração as várias naturezas cartorárias, tamanho e localização.

“Esse prêmio significa muito para o Mato Grosso e, principalmente, para os cartórios pequenos. Meu testemunho é de que é possível – basta querer e persistir”
Velenice Lima, titular do 2º Ofício de Registros Civis, Pessoa Jurídica, Protestos e Tabelionato da Comarca de Rosário Oeste (MT)

“A contratação de uma empresa de auditoria de renome internacional, além da expertise, trouxe maior credibilidade ao Prêmio. A Anoreg/BR não tem nenhuma ingerência sobre o resultado, que é feita pela APCER de forma completamente independente”, explica Laura Vissotto, coordenadora do PQTA até 2016.

Alessandra Gaspar Costa, membro do Conselho de Administração da APCER/BR, conta que a experiência está sendo significativa e positiva para a empresa. “Para a APCER Brasil é uma parceria única, de muita composição e aprendizagem. Nestes seis anos que participamos do PQTA, crescemos com ele. Unimos conhecimento, trocamos experiências e também aprendemos muito sobre.

A 14a do Prêmio Qualidade Total Anoreg/ BR está prevista para acontecer junto com XX Congresso Brasileiro de Direito Notarial e de Registro – a ser realizado entre os dias 14 e 17 de novembro de 2018.

“Já é o terceiro ano que participamos do programa e, desde a implantação do PQTA da Anoreg/BR, a qualidade dos nossos serviços realmente tem melhorado significativamente. A gratidão dos usuários do serviço tem aumentado a cada ano”
Ary Garcia Filho, titular do Registro de Imóveis, Títulos e Documentos da Comarca de Cláudia (MT)

“A nossa expectativa é que o Prêmio se amplie. Na última edição, nós já tivemos um número recorde de inscritos e premiados. E queremos que esse ano seja ainda maior. Os ganhadores da última edição, que não conseguiram a categoria máxima (Diamante) com certeza saíram felizes da premiação, mas também motivados para aperfeiçoar o trabalho e conquistar, este ano, o prêmio máximo”, conclui o presidente da Anoreg/BR, Claudio Marçal.

Compliance foi critério de avaliação inédito no PQTA 2017

Um termo ainda não muito conhecido, compliance foi o novo critério adotado pela organização do Prêmio de Qualidade Total da Anoreg (PQTA) em 2017. Em inglês, a palavra comply significa “agir em sintonia com as regras”, ou seja, compliance significa estar inteiramente alinhado com as normas, controles internos e externos, além de todas as políticas e diretrizes estabelecidas para o seu negócio – como missão, visão e valores.

A inclusão desse novo requisito ao Prêmio, quando incorporado pelos cartórios, assegura que as serventias estão cumprindo à risca todas as imposições da premiação, como os ISOs e as Boas Práticas, itens indicados como critérios de avaliação.

Através do compliance , os cartórios conquistam a credibilidade de seus clientes, aumentam a eficiência e a qualidade dos serviços prestados, melhoram os níveis de governança corporativa, além de evitar que as serventias sejam punidas ou tenham que lidar com gerenciamentos de crise acarretados pela não utilização da prática.

A intenção da adoção do compliance no PQTA é de que as serventias cumpram, da melhor maneira possível, as outras oito normas presentes no Manual das Boas Práticas: Gestão da Estratégia, Gestão Operacional, Gestão de Pessoas, Instalações, Gestão de Saúde e Segurança no Trabalho, Gestão Socioambiental, Gestão da Informação e Controle de Dados e Gestão da Inovação.

últimas Notícias